Links de Acesso

Moçambique celebra 40 anos de independência


Filipe Nyusi

Filipe Nyusi

Em Moçambique, o Estádio da Machava em Maputo vestiu-se de gala para acolher as celebrações do 40º aniversário da Independência de Moçambique.

Na cerimónia, o Presidente Filipe Nyusi, destacou os avanços registrados no país em 40 anos.

"A taxa de analfabetismo passou de 93%, em 1975, para cerca de 48%, em 2015. O número de professores do ensino primário e secundário aumentou sete vezes. Esse número de professores aumentou cinco vezes no ensino técnico profissional. E os professores universitários passaram de 244 para 6.400. Em 1975 havia 5.260 escolas primárias. Agora há 17.150. Em 1975 havia 12 escolas secundárias. Agora há 920. Em 1975 havia 26 escolas técnicas e profissionais. Hoje temos 111. Em 1975, havia apenas uma universidade. Agora há 48 instituições de ensino superior", destacou Filipe Nyusi.

No âmbito destas comemorações várias figuras receberam títulos honoríficos, com destaque para Marcelino dos Santos e Feliciano Gundana, considerados heróis nacionais ainda em vida. Lurdes Mutola foi galardoada com a medalha de mérito desportivo.

Depois de percorrer todo o país, a tocha da chama de unidade nacional chegou a Maputo, e hoje, quinta-feira, o presidente Nyusi, recebeu-a das mãos dos antigos chefes de Estado, Joaquim Chissano e Armando Guebuza, no Estádio da Machava, onde está acesa na pira olímpica.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG