Links de Acesso

Trabalhadores moçambicanos na África do Sul passam a receber rands

  • Simião Pongoane

O novo modelo de pagamento diferido para trabalhadores moçambicanos na África do Sul entrou em viro nesta sexta-feira, 1.

O Governo moçambicano decidiu acabar com uma longa tradição de mais de 50 anos do pagamento diferido dos mineiros através da TEBA.

O montante transferido mensalmente varia, mas pelo menos 40 milhões de randes, cerca de 2 milhões e 700 mil dólares norte-americanos, do pagamento diferido são transferidos por mês para Moçambique.

O pagamento diferido corresponde ao dinheiro que o mineiro é descontado a partir do sétimo mês do seu contrato de 12 meses, que depois vai receber em casa.

Sessenta por cento do seu salário mensal são retidos na fonte e enviados para casa, que, por anos, foi considerada uma forma de de ajudar o trabalhador a poupar.

Agora, o pagamento deferido será depositado mensalmente na conta bancária, podendo ser levantado a qualquer ponto de Moçambique em randes ou moeda nacional

XS
SM
MD
LG