Links de Acesso

Moçambicanos votam na África do Sul num ambiente de calma e expectativa

  • Simião Pongoane

Senhoras votam na Escola Secundária da Polana, Maputo, Moçambique. Outubro 15, 2014

Senhoras votam na Escola Secundária da Polana, Maputo, Moçambique. Outubro 15, 2014

Oposição concorreu apenas para a Presidência da República

A maior parte das urnas abriu a tempo e horas em todas as nove províncias sul-africanas e fechou depois do último eleitor exercer o seu direito cívico em todas as 94 mesas de voto.

Alguns casos de atrasos deveram-se à chegada tardia dos membros das mesas de voto.

Alguns eleitores chegaram mesmo cedo. Votaram e disseram que querem estradas e energia elétrica nas suas aldeias de origem em Moçambique.

Na diáspora, os eleitores moçambicanos escolhem o Presidente da Republica e os deputados ao parlamento, pelo que no acto de votação cada eleitor recebe dois boletins de voto, sendo um com três candidatos presidenciais e outro com seis partidos políticos concorrentes.

Entretanto, Africa do Sul a oposição apenas concorreu para Presidente da República e não foi a votos à procura do único deputado que o país aporta à Assembleia Nacional. Nesse caso, a Frelimo ganha um deputado sem oposição.

XS
SM
MD
LG