Links de Acesso

Moçambicanos preparam passagem de ano modesta devido à crise

  • Alfredo Júnior

Praia de Vilanculos, Moçambique

Praias podem ser a opção mais barata.

A rede hoteleira e casas de pasto na capital moçambicana registam uma fraca procura de clientes que querem passar a transição de ano.

A crise financeira que o país atravessa está na origem da fraca procura, o que levou as estâncias turísticas e hoteleiras a optarem por festas mais modestas.

"Comparativamente com o cenário dos outros anos, comparando com a transição de 2015/2016 registamos uma pequena descida de vendas, neste momento estamos a falar de uma ocupação de 60 por cento e ficamos com 40 por cento que prevemos preencher até sexta-feira”, disse Jaime Bila, gestor do Kaya Kwanga, que habitualmente tem uma das mais animadas festas de transição de ano.

Bila justificou a manutenção dos preços porque as “as pessoas têm pouco poder de compra.

Maputo

Maputo

Para contornar o risco de ter uma ocupação muito baixa, hotéis de quatro e cinco estrelas optam por realizar eventos mais modestos para contornar os gastos com a organização, como disse o Chefe Carlos Graça, do Hotel Cardoso.

"O nosso grande foco é no dia 1 de Janeiro, porque geralmente grande parte das unidades hoteleiras e restaurantes na cidade de Maputo se encontram fechados, então nós estamos a preparar um grande bufete que vai agradar aos clientes”, explicou Graça.

Os cidadãos queixam-se da alta de preços e dizem que por isso a transição de ano será mais modesta.

"De um modo geral será comprometedor para muitas famílias, muitas famílias não vão ter aquele ambiente de festa, de paz, de calma que sempre se viveu nos outros anos, isto é de facto assustador, dai que existem outras preferências visto que acima de tudo a festa de transição de ano não é só comida é também o convívio", disse um morador de Maputo.

Quem espera recuperar as perdas registradas ao longo do ano devido à tensão político-ilitar são as estâncias que promovem o turismo de praia, pois com as altas temperaturas que se fazem sentir esperam que milhares de pessoas decidam aprovietar as águas cristalinas do oceano Índico.

XS
SM
MD
LG