Links de Acesso

Moçambicano Lucílio Manjate conquista o Prémio Literário Eduardo Costley-White

  • VOA Português

O escritor moçambicano Lucílio Manjate

O escritor moçambicano Lucílio Manjate

O jovem escritor moçambicano Lucílio Manjate foi, hoje, anunciado, em Lisboa, vencedor do primeiro Prémio Literário Eduardo Costley-White, da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

Manjate, 36 anos, venceu o prémio de dez mil euros com a obra "Rabhia", que segundo ele "é uma história de amor e de morte (…) de guerra e de heróis; uma história de conspirações e do crime organizado; de tradições que chocam com a modernidade; de confronto de gerações."

O escritor e professor de literatura é também autor dos livros "Manifesto" , "Os Silêncios do Narrador", "O Contador de Palavras" , "A Legítima Dor da Dona Sebastião" e "O Jovem Caçador e a Velha Dentuça".

Nesta primeira edição do Prémio Eduardo Costley-White, foram aceites 34 candidaturas de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Eduardo Costley-White, que morreu aos 50 anos, em 2014, foi um dos expoentes da literatura moçambicana pós-independência.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG