Links de Acesso

Moçambique: Chuva causa prejuizos avultados

  • Simião Pongoane

A época chuvosa em Moçambique, que envolve chuvas intensas, temporais e ciclones começa em Outubro e termina em Abril.

Mais de dez mil e trezentas pessoas afectadas, 75 feridos e mais de mil casas destruídas é o balanço preliminar dos danos provocados pelas intensas chuvas e temporais que se registam em Moçambique desde Outubro.
Os dados foram revelados pelo porta-voz da sessão do conselho de ministros, Henrique Banze, depois do governo analisar a situação da emergência pela época chuvosa.

Uma equipa multissectorial dirigida pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, INGC, com o respectivo Director-Geral, João Ribeiro, à cabeça seguiu nesta quarta-feira para o vale do Zambeze para comandar as operações de socorro das populações afectadas pelas enxurradas. O vale do Zambeze, no centro do País, é considerado o mais afectado pelas intensas chuvas.

Segundo a porta-voz do INGC, Rita Almeida, a instituição de gestão de calamidades vai reforçar a frota de embarcações.

Apesar de ter melhorado significativamente a gestão de calamidades nos últimos anos, Moçambique continua a registar vítimas humanas e danos materiais todos os anos por causa de chuvas. A época chuvosa em Moçambique, que envolve chuvas intensas, temporais e ciclones começa em Outubro e termina em Abril. Mas os meses de Janeiro e Fevereiro são considerados de pico.
XS
SM
MD
LG