Links de Acesso

Ministro das Finanças do Brasil garante controlo das despesas e manutenção dos programas sociais

  • Redacção VOA

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil

Henrique Meirelles promete dizer a verdade sobre as contas públicas.

O novo ministro da Fazenda (Economia) do Brasil, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 13, em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da cadeia Globo, que a primeira grande acção do Governo de Michel Temer na área económica será "controlar" o aumento de despesas públicas.

“Temos de controlar o crescimento das despesas públicas. Estamos trabalhando num sistema de metas de despesas, onde não haja crescimento real. As contas deverão ser mantidas em termos nominais. É muito importante que essas medidas, quando anunciadas, sejam implementadas”, disse.

De acordo com Meirelles, é importante que o Governo brasileiro comece a “dizer a verdade” sobre as situação das contas públicas.

Segundo ele, é importante que se estabeleça uma meta que seja “realista, cumprida e que depois sirva de base para a melhora das contas públicas.”

“Que as despesas sejam de facto cortadas e racionalizadas. E que a trajectória da dívida pública passe a ter outro nível de direcção”, acrescentou Meirelles, afirmando ainda que a nova equipa económica vai analisar os números e fazer uma estratégia que seja “realista, seguida e eficaz”.

“Vamos ter de inverter a trajectória. A dívida pública não pode continuar crescendo. Vamos ter de cortar despesas”, garantiu Meirelles.

Na entrevista concedida antes da primeira reunião do Governo liderada pelo Presidente interino Michel Temer, o ministro da Fazenda assegurou que, num primeiro momento, não estão previstos aumentos de tributos para recompor a arrecadação federal, em queda por conta da crise económica.

Quanto aos programas sociais, Henrique Meirelles confirmou que eles serão mantidos, mas admitiu que o Governo pode rever as despesas com subsídios, incentivos para empresas e indústrias, que ele classificou como “bolsa empresário”.

A primeira reunião do novo Governo decorre em Brasília.

XS
SM
MD
LG