Links de Acesso

Ministro da Guiné-Bissau acusa presidente português de infantilidade

  • Alvaro Ludgero Andrade

Presidente português Anibal Cavaco Silva

Presidente português Anibal Cavaco Silva

Fernando Vaz diz que o incidente com os refugiados sírios foi politizado por Lisboa com a intenção é dar suporte político ao antigo primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior.

Depois de há dois dias um comunicado do ministério português dos Negócios Estrangeiros ter considerado o comportamento do executivo de Bissau de absolutamente inaceitável, agora foi a vez do ministro de Estado e da Presidência guineense reagir.


O ministro de Estado e da Presidência revela, em entrevista à rádio portuguesa TSF, que o incidente com os refugiados sírios foi politizado por Lisboa, e que a intenção é dar suporte político ao antigo primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior, deposto em 2012.

Fernando Vaz vai mais longe e acusa o presidente português Cavaco Silva de ter sido extremamente infantil ao dar ouvido a tudo o que se disse em Portugal.

O governante sublinha que o aeroporto de Bissau é seguro e que tem todas as certificações necessárias emitidas por entidades internacionais.

No entanto, o ministro de Estado e da Presidência da Guiné-Bissau reconhece haver culpas partilhadas no incidente e aponta fragilidades no processo de embarque da TAP em Bissau.
XS
SM
MD
LG