Links de Acesso

Angola- Ministro da Comunicação cancela encontro com Chivukuvuku

  • Manuel José

Abel Chivukuvuku no estúdio da Voz da América

Abel Chivukuvuku no estúdio da Voz da América

Dirigente da CASA fala sobre recente abandono do partido de dois dirigentes provinciais afirmando que isso é normal em democracia

O Ministro da Comunicação Social de Angola José Luís de Matos, cancelou à última da hora uma reunião com o presidente da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, que tencionava discutir com ele a alegada discriminação e violação da lei por parte dos órgãos de informação estatais


O encontro entre o ministro da Comunicação Social José Luis de Matos e o presidente da CASA-CE estava agendado para as 11 horas desta Quinta-feira mas 5 minutos antes da hora combinada, o ministro cancelou a reunião, alegando ter sido convocado de emergência pelos seus superiores hierárquicos.

"Temos preocupações ligadas a discriminação de algumas vozes nos órgãos de comunicação social do estado que não cumprem com a lei sobre a igualdade entre todos os partidos políticos,” disse.

“Há o problema da manipulação e da prioridade e exclusividade que é dada ao partido no poder,” acrescentou afirmando ainda que essas “são questões que gostaríamos de trocar com o ministro, infelizmente não foi possível”.

Chivukuvuku disse que o ministro prometeu reagendar o encontro “para a próxima semana."

Outra inquietação que o presidente da CASA-CE queria colocar ao ministro prende-se com a não transmissão em directo das plenárias do parlamento angolano.

Sobre as recentes dissidências de responsáveis da coligação, a dos secretários provinciais de Luanda e da Lunda-Norte, Chivukuvuku minimiza e considera de próprios da democracia.

"A Constituição da Republica de Angola estabelece o princípio da liberdade de opção, o cidadão 'e livre de optar por uma ou outra coisa, de entrar ou sair e nós garantimos isso na CASA-CE,” disse

“Eles são livres de fazerem outras forças políticas, desejamos boa sorte,” disse o presidente da CASA-CE para quem “ não há crise na CASA-CE, há companheiros que acharam que deviam criar outras forças políticas e ninguém pode impedir isso que é legitimo e normal."
XS
SM
MD
LG