Links de Acesso

Ministro convoca governadores para discutir registo eleitoral

  • Redacção VOA

Ministro angolano da Administração do Território, Bornito de Sousa

Ministro angolano da Administração do Território, Bornito de Sousa

Governo prevê registar milhão e meio de novos eleitores. Oposição mantém protesto contra o processo de registo.

O Ministério da Administração do Território e os governadores das 18 províncias de Angola reúnem em Luanda para analisar as condições para o início da actualização do Registo Eleitoral e de residência, previsto para a 25 de Agosto.

Segundo o jornal O PAÍS, o ministro Bornito de Sousa convocou os governadores provinciais para lhe informarem sobre a prontidão nas áreas sob sua jurisdição para responder às necessidades imediatas do processo.

Os vice-governadores para o sector político e social, os directores provinciais do registo, assim como os membros do Grupo Técnico da Comissão Interministerial de Apoio ao Processo de Registo Eleitoral (CIARE) também foram chamados ao encontro.

O Ministério da Administração do Território já reuniu com os partidos políticos, membros da Sociedade Civil, entidades religiosas e tradicionais, corpo diplomático, jornalistas e formadores de opinião.

O jornal O PAÍS precisa que Plano Estratégico do Registo Eleitoral Oficioso 2016-2017 prevê o registo de cerca de um milhão e quinhentos mil de novos eleitores, a mobilização de meios técnicos e logísticos, e cerca de quatro mil agentes a colocar em todas as administrações municipais e comunais.

O registo eleitoral vai arrancar apesar de protestos da oposição que afirma que o mesmo deve ser levado a cabo pela Comissão Nacional Eleitoral e não pelo governo.

A deputada Mihaela Webba da UNITA diz que “o legislador foi claro ao atribuir o registo dos cidadãos eleitores a um órgão independente”.

Para o secretário geral da CASA-CE, Leonel Gomes, o partido que chefia o actual governo “não está preparado para implantar uma verdadeira democracia em Angola”.

XS
SM
MD
LG