Links de Acesso

Militantes islâmicos poderão recrutar jovens refugiados, alerta a Alemanha


Refugiado afegão

Refugiado afegão

O chefe do serviço de segurança nacional da Alemanha alertou nesta terça-feira, 22, que islâmicos radicais poderão recrutar para as suas fileiras jovens refugiados que chegaram ao país.

Segundo a Reuters, Hans-Georg Maassen, presidente da agência de inteligência interna Bf, disse que "existe uma grande preocupação de que islamitas na Alemanha, no pretexto do oferecimento de ajuda humanitária, podem tentar tirar vantagem da situação dos imigrantes para converter e recrutar os que buscam asilo",

"Nossa atenção está particularmente focada aos jovens refugiados desacompanhados, que podem ser presas fáceis para islamitas", disse Maassen.

Os comentários ocorreram poucas horas após a polícia invadir oito propriedades em Berlim, incluindo uma associação religiosa muçulmana, que, segundo a polícia, era usada por islâmicos que apoiavam o confronto na Síria.

Maassen disse que o número de muçulmanos salafistas ultraconservadores na Alemanha subiu para 7.900, comparado a 7.500 em junho. Cerca de 740 islâmicos da Alemanha viajaram para a Síria e Iraque.

Um terço destes está de volta à Alemanha, enquanto 120 morreram. Maassen disse que ainda não havia provas que islamitas se infiltraram entre os refugiados.

XS
SM
MD
LG