Links de Acesso

Militantes da Frelimo e MDM entram em confrontos em Nampula


Conflitos acontecem no dia das Forças Armadas.

O dia das Forcas Armadas de Moçambique que se assinala hoje, 25 de Setembro, ficou manchado em Nampula por actos de violência entre simpatizantes da Frelimo e da MDM.

A confusão instalou-se quando apoiantes da Frelimo cruzaram com a caravana do MDM, que carregava uma urna simbolizando um caixão com imagens do candidato da Frelimo à Presidência da República Filipe Nyusi.

A acção desencadeada pelo MDM não agradou aos membros e simpatizantes da Frelimo que avançaram sobre a caravana que trazia a referida urna, na tentativa de tirarem as imagens do candidato Filipe Nyusi, dando início assim a conflitos entre os dois lados que duraram cerca de 30 minutos.

Devido à confusão instalada, com cenas de pancadaria e arremesso de pedras entre militantes do MDM e da Frelimo, a Governadora de Nampula Cidália Chauque e o presidente do Município de Nampula Mahamudo Amurane tiveram de abandonar o local.

A Polícia de Intervenção Rápida foi chamada para acalmar os ânimos, tendo disparado para o ar e usado gás lacrimogéneo.

Helena Taipo, ministra do Trabalho e Assistência e responsável pela campanha da Frelimo em Nampula, condenou esses actos e disse que hoje deveria ter sido um dia para homenagear aqueles que entregaram a sua vida pelo país.

Por seu turno, Vasco Napaua, delegado do MDM na província, responsabiliza a Frelimo pelos incidentes.

Três membros do MDM foram detidos e encaminhados ao Ministério Público.

Refira-se que ontem o presidente da Comissão Nacional de Eleições Abdul Carimo pediu tolerância zero à violência.

*Octávio Fonseca, em serviço especial para a VOA desde Nampula.

XS
SM
MD
LG