Links de Acesso

Milhões desviados do orçamento de Malanje

  • Isaías Soares

Inspector diz aue quase 400 milhões de Kz foram pagos a funcionários fantasmas, mas os casos estão em queda.

Quase 400 milhões de Kwanzas (cerca de 4 milhões de dólares) foram desviados do orçamento de Malanje e pagos a funcionários fantasmas, revelou uma fonte oficial.

O director do Gabinete de Inspecção do Governo local Francisco Sobrinho disse que nos últimos três anos foram desviados do Orçamento Geral do Estado(OGE) para a província de Malanje 394.667.314 kwanzas em salários a trabalhadores fantasmas.

Sobrinho anunciou os números aos membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social reunidos na sua terceira sessão ordinária.

O dinheiro, descontado do OGE eram remunerados a 263 funcionários ilegais pertencentes às direcções provinciais da Educação, Ciência e Tecnologia, Saúde e da Secretária do Governo Provincial de Malanje.

“Deste número, 136 são professores, 86 do ensino primário auxiliares e 50 professores do Primeiro Ciclo do Ensino Secundário Diplomado, 84 são da secretaria do Governo e 43 do sector da saúde”, confirmou Francisco Sobrinho.

O director do Gabinete de Inspecção do Governo Provincial de Malanje referiu-se ainda à identificação de 22 funcionários com duplo e triplo vínculo laboral, portanto auferindo mais de um salário.

A colecta de fantasmas comportava inicialmente 1.015 indivíduos com nomes nas folhas de salário sem serem funcionários públicos, concorrentes que abandonaram a função pública, mas que continuaram a auferir os ordenados, falecidos, reformados, trabalhadores promovidos a categorias superiores ou cargos de chefia e transferidos com nomes nas folhas de salários de origem.

No segundo crivo, o número de trabalhadores inexistentes baixou para 742 e deste para os cerca de 300 agora revelados.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG