Links de Acesso

Milhares de brasileiros pedem impugnação de Dilma Rousseff

  • Redacção VOA

Protestos tomaram conta das principais cidades brasileiras.

Dezenas de milhares de brasileiros pediram neste domingo, 16, a impugnação da Presidente Dilma Roussef em manifestações em todo o país.

Está é a terceira onda de manifestações nacionais contra Dilma Roussef desde a sua reeleição em Outubro de 2014.

Além de pedir a impugnação da Presidente, os manifestantes gritaram conra a corrupção e manifestaram o seu apoio ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato, que investiga um esquema bilionário de corrupção na Petrobras.

O antigo Presidente Lula da Silva, que chegou ter 80 por cento de popularidade quando estava no Governo, também foi muito criticado.

Na capital federal, um enorme boneco inflável fazia referência a Lula vestido de presidiário no meio de cerca de 25 mil manifestantes estimados pela Polícia Militar.

Em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Salvador destacavam-se enormes faixas verdes e amarela com os dizeres "Impeachment Já" em preto.​

Em Belo Horizonte, os manifestantes contrários à presidente reuniram-se na Praça da Liberdade, aonde também se deslocou o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), derrotado por Dilma na eleição do ano passado.

Os protestos também aconteciam em capitais como Belém e Maceió, além de cidades do interior do país.

Segundo a últim pesquisa Datafolha, 71 por cento dos brasileiros consideram o Governo Dilma mau ou péssimo e 66 por cento são favoráveis à impugnação da Presidente.

Dilma Roussef decidiu ficar em Brasília no fim de semana para acompanhar as manifestações com ministros do núcleo de coordenação política.

A Presidente pode designar um dos seus auxiliares directos para fazer uma avaliação oficial dos protestos, segundo fontes do governo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG