Links de Acesso

O projecto pretende também desbloquear o potencial energético de países africanos emergentes como Angola

O Governo Americano está a investor mais de mil milhões para criar cerca de 20 milhões de novas ligações eléctricas na África Sub-saariana, como parte da sua iniciativa “Beyond the Grid” ou Além das Barreiras.


O continente africano tem tido a taxa mais baixa de electrificação, um facto que chamou a atenção do presidente dos Estados Unidos, quando visitou o continente no ano passado, que anunciou um plano ambicioso para eletrificar 20 milhões de casas em seis países: Etiópia, Gana, Quénia, Libéria, Nigéria e Tanzânia.

O Secretário de Estado Americano para a Energia, Ernest Moniz esteve na capital da Etiópia para lançar o programa.

O programa “Beyond the Grid” tem mais de uma dúzia de investidores e vai custar mais de mil milhões de dólares. Muito desse trabalho é no sentido de ajudar pessoas que vivem à base da electricidade tradicional e para a investigação de opções em energia limpa, como a solar e a geotérmica.

O projecto pretende também desbloquear o potencial energético de países africanos emergentes como Angola, que é o segundo maior produtor de petróleo e Moçambique que está no seu melhor momento de exploração de gás natural.

O Presidente do banco americano de exportação e importação, diz que seis países foram nomeados nesta iniciativa, mas muitos outros poderão beneficiar, quer dos aconselhamentos técnicos quer de parcerias regionais.

O Presidente do EximBank esteve recentemente em Angola e diz que o Governo do país quer avançar com uma infraestrutura de caminhos-de-ferro e investir na energia, sendo que isso é o primeiro passo para a diversificação da economia, defendeu Fred Hochberg.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG