Links de Acesso

Migração na África Austral: Tema de debate em Maputo

  • Simião Pongoane

Moçambique e África do Sul são considerados os maiores destinos de emigrantes africanos e asiáticos sem documentos legais.

Representantes dos ministros do Trabalho e do Interior da África Austral estão a debater na capital moçambicana assuntos de migração na região da SADC.
Os técnicos procuram fórmulas para melhor gestão da migração de pessoas na região.
Moçambique e África do Sul são considerados os maiores destinos de emigrantes africanos e asiáticos sem documentos legais.

Entretanto, milhares de moçambicanos entram ilegalmente na África do Sul a procura de melhores condições de vida. Mas os dois países aboliram o sistema de vistos de entrada para facilitarem a circulação de pessoas.

O governo sul-africano tem repatriado regularmente os imigrantes ilegais moçambicanos, só que é um processo quase inútil porque muitos voltam a entrar sem documentos.

Os processos de repatriamento dos imigrantes para os seus países de origem consomem rios de dinheiro, segundo afirma Rui Mbatana, especialista moçambicano em trabalho migratório.

A ministra do trabalho de Moçambique, Maria Helena Taipo, lançou um apelo para a harmonização dos sistemas de migração de acordo com instrumentos adoptados pela SADC.

Dados das Organizações Internacionais de Migração e do Trabalho indicam que mais de 214 milhões de pessoas vivem fora dos seus países de origem sem documentos legais.
XS
SM
MD
LG