Links de Acesso

Mia Couto entre os finalistas do Man Booker International Prize

  • Redacção VOA

Mia Couto

Mia Couto

Instituído em 1969, esta é a primeira vez em que um autor de língua portuguesa está entre os finalistas.

O moçambicano Mia Couto está entre os finalistas do Man Booker International Prize, juntamente com mais nove escritores, cujos nomes foram anunciados hoje, 24.

Instituído em 1969, esta é a primeira vez em que um autor de língua portuguesa está entre os finalistas.

O júri do prémio Man Booker International 2015, constituído por escritores e académicos, é integrada pela romancista Nadeem Aslam, a romancista, crítica e professor de Literatura Inglesa na Universidade de Oxford Elleke Boehmer, o director da revista New York Classics Series Edwin Frank e pelo professor de Literatura Árabe Comparada na Universidade de Londres Wen-chin Ouyang.

Ao anunciar os finalistas, o presidente da Fundação Booker Prize, Jonathan Taylor, disse que o organismo está “muito orgulhoso” de patrocinar o galardão que “tem um papel muito importante na promoção da excelência literária”.

Além de Mia Couto, a lista inclui o argentino César Aira, a libanesa Hoda Barakat, Maryse Condé, de Guadalupe, a americana Fanny Howe, o líbio Ibrahim Al-Koni, o húngaro László Krasznahorkai, o congolês Alain Mabanckou, a sul-africana Marlene van Niekerk e o indiano Amitav Gosh.

O anúncio do vencedor decorrerá durante uma cerimónia a realizar-se no Museu Victoria and Albert, em Londres, a 19 de Maio.

O prémio, que tem um valor monetário de 81.500 euros, é considerado um dos mais importantes do mundo literárioe já foi vencido por nomes como William Golding, Salman Rushdie, Ian McEwan ou Eleanor Catton.

XS
SM
MD
LG