Links de Acesso

Mesa redonda de Bruxelas cria expectativa na Guiné-Bissau

  • Lassana Casamá

Bissau

Bissau

A Guiné-Bissau espera mobilizar mais de 400 milhões de euros a favor de projectos de desenvolvimento na mas redonda que se realiza amanhã em Bruxelas e na qual participam dezenas de países e organizações.

"Representa a esperança do povo e aspirações dos trabalhadores guineenses", é assim que o Secretário-geral da UNTG, a maior central sindical guineense, classifica a mesa redonda.

Estevão Có acredita que a conferência vai ajudar o Governo a realizar vários projectos, que possam permitir o país reencontrar-se, garantindo assim paz social e bem-estar aos trabalhadores.

Por isso, a esperança é que, a partir desta mesa redonda, se esqueça o passado, segundo sindicalista.

Numa altura em que o desemprego jovem representa uma das grandes preocupações dos sindicatos, que ainda reivindicam o reajuste salarial na Função Pública, tendo para o efeito entregue ao Governo um caderno reivindicativo, o Secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné, está optimista que, se os planos em discussão com os doadores forem aprovados, haverá um grande impulso na economia guineense.

XS
SM
MD
LG