Links de Acesso

Mesa da ANP recorre da decisão do Tribunal Regional de Bissau

  • Redacção VOA

Assembleia Nacional Popular, Guiné-Bissau

Assembleia Nacional Popular, Guiné-Bissau

Imbróglio jurídico-institucional volta a adiar trabalhos do Parlamento.

Na Guiné-Bissau, a sessão da Assembleia Nacional Popular marcada para esta segunda-feira foi adiada, mais uma vez, para o dia 25 de Fevereiro.

Numa curta nota de imprensa, a mesa do Parlamento justificou o adiamento com a "falta de condições administrativas e financeiras".

A VOA sabe, no entanto, que uma vez mais, as bancadas parlamentares não chegaram a acordo, ao mesmo tempo que o grupo dos 15 deputados eleitos pelo PAIGC que viram os seus mandatos suspensos continua a marca presença no edifício do Parlamento juntamente com os novos 15 deputados apontados pelo partido no poder.

Entretanto, a VOA soube que a mesa da ANP recorreu junto do Tribunal da Relação de Bissau contra o despacho do Tribunal Regional de Bissau que aceitou a providência cautelar dos deputados expulsos que pedia a suspensão da decisão da mesa do Parlamento.

Enquanto isso, o Presidente da República aguarda o trabalho de uma comissão integrada por representantes das partes envolvidas na crise política actual.

A comissão deve submeter à apreciação de José Mário Vaz as sugestões e propostas apresentadas durante duas semanas de reuniões entre o PAIGC, o PRS, na oposição, a mesa da Assembleia Nacional e os 15 deputados expulsos.

XS
SM
MD
LG