Links de Acesso

MDM deve afirmar-se como partido, dizem analistas moçambicanos

  • Ramos Miguel

O MDM tem sido apontado como uma alternativa no processo de governação em Moçambique.

Analistas dizem que o Movimento Democrático de Moçambique(MDM) deve constituir-se como um partido político efectivo porque o país não pode ter perpetuamente a Frelimo a fazer as coisas.

O MDM tem sido apontado como uma alternativa no processo de governação em Moçambique, diferente de outros partidos que já surgiram, tem expressão, tem municípios sob a sua governação e talvez seja o único que, segundo muitos, tem dois chefes, um na Beira e o outro em Quelimane, nas províncias centrais de Sofala e Zambézia, respectivamente.

O sociólogo Moisés Mabunda diz não ser lícito afirmar-se que o MDM tem dois chefes, destacando que o que tem estado a acontecer dentro do partido é uma espécie de desencontros entre as diferentes figuras.

Mabunda referiu que isso ficou mais evidente na constituição das listas de deputados para a Assembleia da República, destacando que também no processo de elaboração dos estatutos do MDM ficaram claras as diferenças de pontos de vista entre os membros do partido.

Aquele especialista realçou ainda que "aquilo que o MDM aponta como sendo "defeito" da Constituição da República, que é conferir muitos poderes ao Chefe de Estado, acabou sendo aquilo que é o "modus operandi" do próprio partido, em que o Presidente Daviz Simango nomeia os vários órgãos partidários e os membros para esses mesmo órgãos.

"Inclusivamente esta questão de elaboração de listas, e Manuel de Araújo é uma das pessoas que, claramente, se distanciou desta forma de organização e funcionamento do Partido", disse.

O sociólogo afirmou ainda que o MDM deve constituir-se como um partido político efectivo porque Moçambique precisa de uma força política organizada, capaz de ser uma alternativa organizada ao partido no poder, a Frelimo.

Na sua opinião, "não podemos ter perpetuamente a Frelimo a fazer as coisas e os outros partidos a quererem apenas estar no poder quando não estão devidamente organizados.

Na presente legislatura, o MDM tem 17 deputados, representando um incremento relativamente á anterior, em que o número de parlamentares do Partido era inferior a 10.

XS
SM
MD
LG