Links de Acesso

M´Banza Congo poderá ser património da humanidade

  • Agostinho Gayeta

Ruína histórica em Mbanza congo

Ruína histórica em Mbanza congo

UNESCO terá que decidir após cidade ter sido classificada de património cultural nacional

A Cidade de M’banza Congo capital da província do Zaire é, desde o passado dia 10 de Junho a primeira centralidade de Angola a ganhar a classificação de património cultural nacional. Especialista de Programas da UNESCO reconhecem condições para que a cidade seja classificada como Património Mundial, mas chamam atenção para necessária ratificação da Convenção de 1972 sobre o Património Mundial.




De acordo com o Decreto Executivo 02\2013 de 10 de Junho rubricado pela Ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, M’banza Congo tornou-se no primeiro Centro Histórico Nacional, um dos pressupostos indispensáveis quando se tem como meta a integração na lista do património mundial da UNESCO.

A lista de bens que pertencem a
história de Angola localizados na antiga capital do Reino do Kongo é enorme. Para a Ministra da Cultura com esta classificação está marcado um passo decisivo com vista o alcance da lista do património da humanidade.

Com a classificação da cidade como património cultural nacional pouco resta do ponto de vista legal para se chegar à património mundial. Para o efeito o Executivo angolano está engajado na realização de várias actividades, entre as quais a pesquisa documental em Portugal e no estado do Vaticano, além da escavação arqueológica. Isto fez saber a Coordenadora da Comissão de Classificação de Mbanza Kongo, Sónia Domingos.

Patrício Batchikama vai mais longe na sua explanação e diz haver condições para que a antiga cidade de São salvador do Kongo se torne num ponto de referência do mundo, mas a criação de Universidades que se dedicam a investigação científica é fundamental para que a cidade seja um ponto de atracção do universo em vários domínios.

Nicolau Bubuzi é Especialista de Programas da UNESCO e representa este organismo da ONU em Angola. Bubuzi diz que Mbanza Kongo tem condições para ser classificado como Património Mundial, mas antes é necessário que Angola ratifique a Convenção de 1972 sobre o Património Mundial.


Por outro lado o Historiador Patrício Batchikama afirma que a cidade de Mbanza Kongo tem todas as condições para ser reconhecido como um bem cultural mundial, porém diz ser mais fácil que tal reconhecimento seja feito apenas na perspectiva de Património cultural mundial imaterial, dada a “ internacionalização” da sua cultura que tem servido de matriz para muitas culturas ocidentais e sul americanas.

Mbanza Congo foi distinguida como património histórico por ser a cidade mais antiga. Há trabalhos para recuperar as ruínas do primeiro palácio do Rei do Congo e alguns túmulos que fazem parte da História de Angola e da cidade de Mbanza Congo.
Mbanza Congo foi a capital do estado mais poderoso da região autral de África que influenciou economica e políticamente muitos outros estados da região como o Ngoyo, Kakongo, Ndongo e Matamba.

Com a chegada dos portugueses em 1482 foram construídas 12 igrejas: Santa Maria, São Salvador, Nossa Senhora da Conceição, São Joaquim, Santo António, Santa Cruz, Santo Inácio, Nossa Senhora da Vitória, Santa Elisabete, Nossa Senhora do Rosário, São João Baptista e a Igreja da Misericórdia.

Veja o video musical
http://www.youtube.com/watch?v=ChfecMbl6ug

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG