Links de Acesso

Preços dos transportes vão aumentar no Maputo

  • William Mapote

Operadores dizem que as propostas de aumento não são suficientes

Está iminente o agravamento do preço dos transportes semi-colectivo de passageiros nas cidades de Maputo e Matola algo que em vezes anteriores provocou distúrbios




Mas os operadores dizem que os propostas de aumento não são suficiente que rem que o governo subsidie os transportes para que os aumentos possam ser maior do que o proposto.

As novas tarifas cujas propostas estão desde hoje em debate na Assembleia Municipal de Maputo, apontam para um agravamento médio de dois Meticais aos preços actuais e visam compensar os custos operacionais resultantes do negócio do transporte, que em 90% é assegurado por privados.

Com base na nova proposta, o preço mínimo por viagem passará dos cinco para sete Meticais e o máximo passa dos actuais 7.5 Meticais para nove Meticais.

O reajustamento da tarifa dos transportes é sempre um assunto polémico e Maputo e de todas as vezes que aconteceu provocou levantamentos populares que paralisaram a capital do país.

A Federação dos Transportadores de Maputo defende que o reajuste que está a ser equacionado está aquém do desejado, contudo, os receios de contestação popular fazem com que haja toda a prudência possível nas decisões.

Os operadores afirmam que uma solução será um “patrocínio” dos governo
A decisão final sobre os novos preços será tomada nesta quinta-feira pela assembleia municipal, mas já divide opiniões entre os partidos políticos.

A Frelimo aprova o agravamento e a Renamo diz-se totalmente contra.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG