Links de Acesso

Após o Presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, ter anunciado uma lei que criminaliza as relações entre pessoas do mesmo sexo e prevê até 14 anos de prisão, aguarda-se também a posição do Uganda que aprovou em Parlamento, uma lei anti-homossexualidade.

De acordo com diversas organizações mundiais dos direitos humanos, mais de dois terços dos países africanos têm leis anti-homossexualidade e nesses países a violência e discriminação contra gays, lésbicas e transsexuais é comum.

Lançado esta semana, o mapa demonstra que países em África têm legislação contra e a favor ou não têm qualquer legislação.

A lei em Angola e em Moçambique considera as relações entre pessoas do mesmo sexo ilegal, enquanto que Cabo Verde não tem legislação.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG