Links de Acesso

Mãos Livres quer transparência no julgamentos dos membros da seita liderada por Kalupeteca

  • Coque Mukuta

Associação denuncia julgamento sumário dos membros de A Luz do Mundo.

Em Angola o caso dos confrontos envolvendo forças de segurança e elementos da seita liderada por José Julino Kalupeteca continua em destaque e a organização da sociedade civil Mãos Livres denunciou o processo sumário a que estão a ser submetidos os seguidores da seita.

Segundo aquela organização na província do Bié, está em curso o processo sumário de todos os seguidores de Kalupeteca, tendo o tribunal local condenado a dois anos de prisão efectiva os seus seguidores.

Segundo Zola Ferreira, membro do grupo de advogados da Mãos Livres uma equipa deslaca-se amanhã, 27, à província do Bié para tudo fazer no sentido de exigir justiça no processo dos seguidores de José Julino Kalupeteca: “Nesta altura tudo faremos para podermos rever a pena que foi aplicada de forma injusta”, disse.

Ferreira diz ainda que as autoridades angolanas devem repensar e permitir que as organizações da sociedade civil que se encarregam dos direitos humanos e outros investigadores neutros e independentes participem nessas investigações para permitir uma averiguação que percebera as verdadeiras causas que levaram o paísa registar esta situação que provocou muitas mortes e feridos tanto do lado da polícia como dos membros da seita.

Zola Ferreira reprovou também a intromissão do Presidente da República ao orientar uma reunião entre o governador da Província do Bié, Álvaro Manuel de Boavida Neto, e Octávio Diniz Chipindo, juiz-presidente do Tribunal Provincial do Bié para amanhã, com vista a garantir a condenação de todos os membros da seita de José Julino Kalupeteca.

XS
SM
MD
LG