Links de Acesso

Manuel de Misérias: A JURA tem que estar na vanguarda para alcançar objectivos

  • Teodoro Albano

Jura prepara congresso para o próximo mês.

O desemprego, a formação profissional e académica, a fraca valorização dos quadros, o VIH/Sida e a perda de esperança no futuro são alguns dos muitos problemas que afectam os jovens do centro e sul de Angola.

A constatação é dos responsáveis da Juventude Unida Revolucionária de Angola, JURA, o braço juvenil da Unita das províncias de Benguela, Namibe, Kwanza Sul, Huambo, Cunene e Huíla reunidos na cidade do Lubango.

O secretário em exercício da UNITA, Angélico Manuel de Misérias, destacou no encontro o papel da JURA na execução do projecto Muangai perseguido desde 1966.

“Para este programa ser cumprido a JURA deve desempenhar o papel de se colocar na vanguarda para que em 2017 tenhamos alcançado o desiderato tanto almejado”.

O coordenador da região centro e sul da JURA, Gedeão José, valorizou o encontro de concertação, e apelou aos jovens a aderirem e fiscalizar o censo geral da população que se inicia a 16 de Maio.

“Foi a partir de 2007 que a direcção do partido se preocupou com o processo angolano de saber quem somos quantos somos e onde estamos. Naquela altura ainda não se falava de eleições.Também é nossa obrigação fiscalizar este processo para que reflicta os verdadeiros objectivos. Temos vindo a apelar a juventude no sentido de aderir ao censo, mas com uma coerência para que não haja desvios”.

Questões internas da organização e a preparação do próximo congresso da JURA que se realiza dentro de meses, mereceram análise dos membros do braço juvenil do galo negro na região centro e sul de Angola.
XS
SM
MD
LG