Links de Acesso

Manifestantes põem fogo no parlamento de Burkina Faso para impedir votação


Carros e documentos ardem à saído do Parlamento Ouagadougu. 30 Outubro 2014

Carros e documentos ardem à saído do Parlamento Ouagadougu. 30 Outubro 2014

Centenas de manifestantes entraram no parlamento de Burkina Faso esta Quinta-feira, 30, e incendiaram algumas dependências para evitar a votação da emenda constitucional que permitirá o presidente Blaise Compaoré continuar no cargo, depois de 27 anos no poder.

A polícia tentou evitar a entrada dos cidadãos com gás lacrimogêneo, mas viu-se obrigada a se retirar. Antes, polícias e soldados tinham bloqueado com veículos blindados as entradas que levam ao parlamento. Enquanto acontecia a entrada no prédio do Parlamento, ouviram-se explosões noutras ruas da capital Ouagadougu.

Compaoré, que está no poder desde 1987 após um golpe de Estado, poderia concorrer de novo às eleições de 2015 se esta emenda fosse aprovada. O Partido Democracia e Progresso(CDP), de Campaoré, tem maioria no parlamento o que lhe garante a aprovação da legislação, mas, por isso, o líder da oposição Zéphirin Diabré convocou a "mobilização nacional" contra a emenda.

Os protestos começaram há dois dias, quando milhares de burquinabe manifestaram-se em Ouagadougu ao grito de "vinte e sete anos são suficientes".

XS
SM
MD
LG