Links de Acesso

O Mali está a desdobrar-se para prevenir uma grande epidemia de Ébola na sequência da morte de um clérigo islâmico e de uma enfermeira, enquanto o número de mortos pela doença ultrapassa agora os cinco mil segundo a OMS na África Ocidental.

As duas vítimas no Mali deitaram por terra o optimismo de que o país estava livre do altamente contagioso vírus e causaram alarme na capital, Bamako, onde o imã foi acompanhado por milhares de pessoas depois da sua morte.

A clínica onde o imã morreu foi posta em quarentena, com cerca de 30 pessoas fechadas no interior, incluindo pessoal médico, pacientes e 15 soldados africanos da Missão da ONU no Mali.

A OMS e organizações de ajuda humanitária têm dito frequentemente que os reais números de casos e de mortes podem ser muito mais altos.

Mais sobre Ébola

XS
SM
MD
LG