Links de Acesso

Casos e mortes pelas doença aumentaram nos primeiro trimestre deste ano.

O número de mortes por malária aumentaram em Malanje nos três primeiros meses do ano, quando comparado com o mesmo período do ano passado. O número de casos da doença também aumentou.

O supervisor do programa provincial de combate à patologia na região Marcelino Bravo disse que 58 pessoas morreram no primeiro trimestre deste ano contra 46 no mesmo período em 2014.

O número de casos também aumentou de 27.159 nos primeiros três meses do ano passado contra 68.687 este ano.

O supervisor provincial do programa de combate à malária Marcelino Bravo falava no no encontro do órgão que define as estratégias para combater o mosquito da enfermidade e reúne o seu seio organizações não governamentais, membros da sociedade civil, autoridades tradicionais e outros parceiros do Ministério da Saúde.

O representante do Fórum Nacional de erradicação da doença Afonso Sampaio lembrou que “apesar de todo o esforço que o Governo tem empreendido continua a ser a primeira causa de morbilidade e de mortalidade a nível nacional e Malanje não fica atrás”.

O novo director provincial da Saúde em Malanje Pedro José António referiu que a reabertura do fórum ao nível da circunscrição vai ajudar a melhorar os programas do departamento provincial de saúde pública para a redução da malária.

O responsável confirmou que apesar dos remédios que Governo distribui às unidades sanitárias, ela continua a ser um problema de saúde pública.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG