Links de Acesso

Malanje: Novas unidades sanitárias encerram por falta de técnicos

  • Isaías Soares

Foto de arquivo.

Foto de arquivo.

Ordenados em atraso ascendem a seis meses

Unidades sanitárias recém-inauguradas nos municípios de Malanje e Calandula estão inoperantes por falta de técnicos, foi revelado no final da 1ª reunião alargada do conselho de direcção de saúde desta província, realizada ontem nesta capital.

O comunicado final do encontro indica que “como alternativa à referida situação, as direcções municipais, têm recorrido à contratação local,” mas mesmo assim “ainda há dificuldades em liquidar os ordenados de seis meses”.

O documento diz ainda que que estão a ser feitas “diligências para serem substituídos por técnicos com formação técnica aceitável” no município de Calandula.

O mesmo recomenda que “as direcções municipais, devem coordenar melhor com as administrações municipais, de forma a assegurar a boa aplicação dos fundos de Atenção Primaria de Saúde alocados aos municípios”.

A Direcção Provincial de Saúde de Malanje foi mobilizada para accionar mecanismos institucionais viáveis para se ultrapassar a situação

Esta primeira reunião alargada da direcção de saúde na região constatou que o défice de técnicos nas unidades hospitalares, centros e postos de saúde pode estar ligado à deficiente gestão de recursos humanos pós-formação.

XS
SM
MD
LG