Links de Acesso

Malanje: Famílias evacuadas de prédio degradado

  • Isaías Soares

Autoridades afirmam que prédio está em perigo de colapso e partidos podem perder as suas sedes.

As autoridades administrativas de Malanje começaram desalojar e realojar nesta quinta-feira, 24, as cerca de 40 famílias que moram no prédio do comércio localizado no centro desta capital em avançado estado de degradação.

O vice-governador provincial para o sector técnico e de infra-estruturas Gabriel Pontes disse em conferência de imprensa que “deverão ser realojados os moradores do edifício do Comercio e do BCI (Banco de Comércio e Indústria) por motivos de alto risco de colapso”.

“O Governo da província, ciente das suas atribuições, tomou as devidas medidas e, no entanto, deverão ser realojados todos os moradores, deverão ser direccionados para o município de Cangandala”, disse.

Instituições públicas e privadas, o Partido de Renovação Social (PRS) e a Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) têm escritórios no imóvel que poderá ser demolido se os estudos técnicos ditarem para tais procedimentos, “também deverão cessar as suas actividades”, confirmou Pontes.

“As medidas foram tomadas porque o edifício construído há mais de 30 anos apresenta grande risco de colapso, com fissuras de nível crítico”, disse acrescentando que “por uma questão de precaução foram tomadas essas medidas”.

Pontes adiantou que estão em curso “contactos com o Laboratório de Engenharia de Angola para fazer uma análise mais profícua e ditar o resultado final”.

O segundo secretário provincial da FNLA Augusto Kimujinga Pinto afirmou que, apesar a decisão das autoridades locais, aguarda por um encontro com o governador Norberto Fernandes dos Santos nos próximos dias para decidir o rumo a seguir.

Kimujinga encontrou-se já com o vice-governador para o sector técnico e infra-estruturas Gabriel Pontes que contudo afirmou que “as portas da FNLA não vão encerrar.

XS
SM
MD
LG