Links de Acesso

Escola superior de Malanje sem espaço

  • Isaías Soares

Director da Escola Superior Politécnica, Francisco Jacucha

Director da Escola Superior Politécnica, Francisco Jacucha

O ano académico de 2015 na Escola Superior Politécnica de Malanje(ESPM), quarta região académica, vai iniciar-se em Março numa infra-estrutura sem espaço para acolher todos os estudantes.

A escola está adstrita à universidade Luije A'NKonde. A Escola do II ciclo do Ensino Secundário da Vanvoala é o novo edifício geminado e provisório da ESPM que possui apenas 16 salas de aula com uma capacidade para acolher 45 estudantes e quatro laboratórios, nomeadamente de informática, biologia e física.

Na instituição não há espaço para os alunos do terceiro e quarto anos, que deverão continuar na Escola do I Ciclo do Ensino Secundário Amílcar Cabral ou obrigados a ficar em casa.

“Esta é a nova estrutura, mas ainda assim podemos aqui realçar que pela capacidade do número elevado de estudantes que esta instituição possui não será possível fazer a transferência de todos os cursos para cá”, avisou o director-geral da escola, Francisco Jacucha

Jacucha confirmou que “os cursos de psicologia, sociologia e os estudantes do terceiro ano e do quarto ano” permanecerão na Escola Amílcar Cabral porque “só assim, teremos a capacidade para podermos fazer aqui, então, a absorção de todos”.

O ano académico 2014 contou com a inscrição de 2.083 estudantes e 78 professores. Outro problema é o facto de não haver iluminação pública na via de acesso ao estabelecimento.

XS
SM
MD
LG