Links de Acesso

Dezoito milhões de dólares para a desminagem da Província de Malanje

  • Isaías Soares

Novo e o mercado informal de Malanje

Novo e o mercado informal de Malanje

A criação de uma base de dados actualizada sobre as minas no país permite reavaliar a estratégia nacional

A Província de Malanje conta agora com um projecto de levantamento das áreas suspeitas de contaminação com minas, uma iniciativa da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária (CNIDAH).

A criação de uma base de dados actualizada sobre a problemática de minas no país permite reavaliar a estratégia nacional de acção contra as minas adoptada pelo Executivo angolano em 2006 e as actividades de desminagem em prol a satisfação dos desafios da reconstrução nacional e o desenvolvimento sustentável do país.

A coordenadora do projecto, Rita de Jesus justificou a sua importância: “Os primeiros exercícios foram efectuados entre 1995 e 2007, sendo o Levantamento das Suspeitas de Contaminação com Minas (LIS), o mais significativo e abrangente. A actualização que iremos iniciar em breve servirá como instrumento fundamental para o estabelecimento de uma linha de base actualizada, sob ao qual a planificação das acções e a medição dos avanços será efectuada”.

O projecto com duração de dois anos, o orçamento de execução está avaliado em 18 milhões de dólares norte-americanos, sendo 16 milhões financiados por organizações não governamentais nacionais e estrangeiras envolvidas no processo, enquanto que outra parte será suportada pelo governo angolano.

A vice-governadora da província de Malanje para o sector social e político, Alice Elisa Van-Dúnem, igualmente coordenadora do Programa de Acção contra as Minas, reafirmou que, durante o conflito armado em Angola, muitas zonas foram minadas e a localização dos mapas dos referidos campos não existem. Alice Elisa argumenta que,“dado o carácter da guerra em Angola, a localização dos campos de minas não tem sido fácil. Os mapas e outra documentação que facilitaria aos especialistas a localização e destruição das minas são praticamente inexistentes".
"A CNIDHA considera que esforços adicionais devem ser dedicados à actualização desses dados,” realça a vice-governadora

Alguns dados mostram que em Angola podem estar implantadas entre 8 a 12 milhões de minas em todas as províncias.Membros do governo da província e representantes de organizações não governamentais ligadas à desminagem testemunharam o lançamento do programa que vai facilitar a limpeza de milhares de quilómetros quadros do perigo de minas e engenhos explosivos não detonados

O governo norte-americano financia todos anos o programa de de

XS
SM
MD
LG