Links de Acesso

Malanje - CASA acusa autoridades tradicionais

  • Isaías Soares

Angola Malanje Cacuso

Angola Malanje Cacuso

O secretário-executivo provincial da Convergência Ampla de Salvação de Angola – coligação Eleitoral em Malanje, Carlos Xavier Luís Lucas acusa algumas autoridades tradicionais de cinco municípios da circunscrição de coordenarem actos de furto de bandeiras e intolerância política.

Pelo menos cinco bandeiras da CASA-CE foram dadas por desaparecidas dos respectivos mastros nos bairros Serrote (Caculama), Catepa e Quissol (Malanje), Missão dos Bângalas e sede municipal do Quela e os militantes ameaçados de morte por representantes do direito costumeiro na região, lê-se num documento.

Carlos Xavier Luís Lucas disse que a situação foi encaminhada numa carta dirigida ao gabinete do chefe do executivo de Malanje.

“Escrevemos algum documento para o senhor governador no sentido de poder tomar a peito esta situação para a resolução desta problemática que estamos cá a viver infelizmente aqui em Malanje”, confirmou.

Carlos Lucas que não identificou os “sobas” das localidades anunciadas disse que um outro documento foi endereçado ao órgão que responde pelas autoridades tradicionais de Malanje, em que clama pelo desaparecimento de bandeiras e intolerância política.

“Outros dos agentes que têm contribuído de maneira negativa para a violência, quer física, quer verbal e a retirada dos nossos símbolos são as entidades tradicionais”, referiu.

O político admitiu que responsáveis da JMPLA do município estão envolvidos no saque de bandeiras, mas que foi desmentido por uma fonte próxima daquela organização intermédia do MPLA nesta capital.

Segundo a mesma fonte, as denúncias daquele grupo de partidos deveriam ter sustentabilidade e acusar os verdadeiros protagonistas do vandalismo dos seus bens.

XS
SM
MD
LG