Links de Acesso

Malanje: Autoridades destroem milhares de plantas de "liamba"

  • Isaías Soares

As autoridades polícias do município de Cacuso, 72 quilómetros a oeste da cidade de Malanje, destruíram recentemente mais de 10 mil plantas de “liamba”.

A produção de droga foi anulada numa lavra de mandioca e milho, localizada a 23 quilómetros a sudoeste daquela municipalidade, com aproximadamente 100 metros de cumprimento e 30 de largura.

O dado foi apresentado pelo porta-voz do comandante provincial da Polícia Nacional em Malanje, inspector-chefe Junqueira António.

Um dos proprietários da lavra, Rodrigues Afonso, conhecido igualmente por Mano Higiene, disse que não era responsável pela plantação da droga.

“A lavra que tem liamba é minha. A liamba não é minha, tem dono: o mano Castro. Desde o meu nascimento, eu nunca plantei liamba, ele próprio pediu e semeou lá liamba,” disse Afonso.

Em Malanje, as principais áreas de cultivo de liamba são o município sede (Malanje), Cacuso, Calandula, Luquembo, Quirima e Kambundi-Katembo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG