Links de Acesso

Milhares de crianças não têm escola em Malanje

  • Isaías Soares

Instituto Médio Agrário de Malanje

Instituto Médio Agrário de Malanje

Centenas de crianças de aldeias do interior da província de Malanje não conhecem o ABC por falta de escolas e professores, há vários anos.

Centenas de crianças de aldeias do interior da província de Malanje não conhecem o ABC por falta de escolas e professores, há vários anos.

Na comuna de Caribo, município de Cangandala, onde mais de cem crianças estão em casa, o administrador comunal, Roque Rebelo Muhongo, disse à VOA que o sector da educação enfrenta enormes dificuldades, que não existem escolas de carácter definitivas, que há número insuficiente de professores e que não há condições de habitabilidade.

“Temos, ao nível da comuna, duas escolas e nove salas de aulas.Temos 794 alunos matriculados, sendo 550 masculinos, 244 femininos e, fora do sistema de ensino, temos 131 alunos, sendo 97 masculinos e 34 femininos. Professores existentes são 19 e temos como necessidade 10 professores” - especificou Muhongo.

No município de Cangandala o problema estende-se a comuna do Bembo, 85 quilómetros a sul daquela municipalidade, isolada por estrada há vários anos.

A oeste desta região, no município de Cacuso, em aldeias da comuna de Quizenga a actividade docente-educativa foi interrompida há vários anos, como confirmou o administrador Francisco Inock.
Doze bairros conformam a circunscrição, que possui apenas duas escolas do ensino primário frequentada por jovens com mais de 20 anos. Refere, a propósito, Inock:“Temos problemas porque os jovens estudam até a sexta classe, não têm mais escolas! Por isso, nós estamos a lutar para que tenhamos energia, como temos aí um gerador para que haja aulas nocturnas. Ver um jovem de 24/25 anos na sexrta classe é inconcebível”.

O município de Kalandula necessita de cerca de 200 novos professores de diferentes níveis para suprir o défice, apesar da repartição contar com 510 agentes de ensino. Muitas aldeias estão sem cobertura por inexistênica de quadros e espaço físico.

Com uma população estimada em 72.422 habitante, distribuídos pelas comunas sede - Kota, Kinje, Kateco Kangola e Kuale - o município conta com apenas 26 escolas que leccionam em três subsistemas de ensino, nomeadamente o primário,o I ciclo de ensino e o secundário, em que estão matriculados 19.147 alunos.

XS
SM
MD
LG