Links de Acesso

Malanje: Mais de 60 militantes da UNITA desertam para a CASA

  • Isaías Soares

Malanje, centro da cidade

Malanje, centro da cidade

"Tenho na manga mil militantes que aderiram também a este partido", afirma Rodrigo Dembo Ngunza

Cerca de seis dezenas de militantes da Unita em Malanje renunciaram sábado último aos ideais de Isaías Samakuva e alistaram ao partido Convergência Ampla de Salvação Nacional (CASA).

O então membro da Comissão Política Nacional do "Galo Negro", ex-administrador municipal adjunto de Cahombo, no extinto Governo de Unidade e Reconciliação Nacional (GURN) e quadro activo nos últimos 20 anos, Rodrigo Dembo Ngunza, afirmou que, no seio da actual liderança organização está instalada a humilhação.

Disse Ngunza:“O horizonte temporal nos dita, assim, e na política nós aprendemos que quando as coisas não caminham bem a pessoa deve procurar formas de demarcar-se deste partido, para um outro. Para nós, a CASA é a única salvação da nossa vida”, justificou, acrescentando que, na UNITA de Isaías Samakuva, “faltava muita coisa, até não interessa dar comentários para que as pessoas não fiquem aborrecidas”.

“Nós temos que entender são circunstâncias do tempo - acrescentou - aquilo que foram as marginalizações por nossa parte, tudo aquilo, pronto, nos faz com que não pudéssemos continuar na UNITA”.

Outras centenas de antigos “maninhos” vão juntar-se, nos próximos dias, à CASA em Malanje para garantir a formalização oficial do mais recente partido político emergente no país.

Disse ainda Rodrigo Ngunza: “Quero pedir aos demais companheiros (são 57 que estamos juntos agora) e tenho em manga mil militantes que aderiram também a este partido, por isso, é que estou um bocadinho seguro e penso que as candidaturas para a nossa inscrições no tribunal para a Província de Malanje já está garantida”.

Dez delegados, segundo Rodrigo Dembo Ngunza, participam no Primeiro Congresso da Convergência Ampla de Salvação Nacional, que iniciou esta segunda-feira, na capital angolana, Luanda.

"A CASA está aberta e é para todos entrarem, tanto aqueles que partilharam no Governo de Unidade e Reconciliação Nacional", encorajou o ex-militante do partido criado por Jonas Malheiro Savimbi.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG