Links de Acesso

Malanje : CIMETOX salvou mais de 400 pessoas mordidas por cobras em 2013

  • Isaías Soares

Malanje - Faculdade de Medicina

Malanje - Faculdade de Medicina

Centro vai organizar conferência internacional sobre toxicologia

O Centro de Informação Medicamentos e Toxicologia de Malanje (CIMETOX) recebe cada vez mais pedidos de ajuda por pessoas mordidas por cobras.

Segundo informações do centro da Faculdade de Medicina de Malanje, da Universidade Lueji-A’Nkonde, durante o primeiro trimestre de 2014 foram atendidas cerca de 200 chamadas telefónicas e ano transacto foram salvas perto de 400 pessoas.

Nas províncias do norte de Angola é frequente que pessoas e animais sejam mordidos por serpentes, situação preocupante para os profissionais do CIMETOX que iniciaram nos últimos tempos a caça de animais do género nas províncias de Malanje e Uíge para permitir a criação de soros contra o tipo de veneno especificado, explicou o decano da Faculdade de Medicina local, André Pedro Neto.

Ao nível da região existe pouco conhecimento de ocorrências de mordeduras por cobras, "o que é uma preocupação da saúde pública a atender e a acompanhar".
Malanje simulacro de desastre químico

Malanje simulacro de desastre químico

O centro está a preparar o primeiro congresso internacional sobre toxicologia em Angola
a realizar-se entre os dias 25 a 28 de Novembro de 2014, em Malanje

Quinhentas e cinquenta pessoas de vários países do mundo estão convidadas e até ao momento representantes de 35 países, entre os quais a República de Cuba, Portugal, Argentina, Espanha, Estados Unidos da América e Inglaterra confirmaram a sua presença para debateram questões como a toxicologia, educação e sociedade.

O especialista cubano em toxicologia, Ângelo Soarez Escandon disse que as principais temáticas do encontro são a “nanotecnologia, ecotoxicologia, biotecnologia e risco mental; toxicologia, desastres químicos e bioterrorismo; vigilância bio-monotorização; enfermidades de origem tóxica, toxicologia e desenvolvimento agro-pecuário e gestão de risco, avaliação psicológica, segurança e delito de produtos”.

“Translocação, biotransformação e mecanismos de toxicidade, psicológica forense e genética, segurança do uso de cosméticos e alimentos", fazem igualmente parte da programação das ferramentas para as apresentações e discussões em plenária.

As inscrições dos delegados nacionais e locais, em particular, deverão ser feitas através da página Web ou no Centro de Investigação e Informação de Medicamentos e Toxicologia de Malanje disse o decano da Faculdade de Medicina da região André Pedro Neto.
XS
SM
MD
LG