Links de Acesso

Mais uma reunião negocial em Moçambique termina em fracasso

  • Redacção VOA

Afonso Dhlakama, líder da Renamo, e Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique (Arquivo)

Afonso Dhlakama, líder da Renamo, e Filipe Nyusi, Presidente de Moçambique (Arquivo)

O Governo e a Renamo concluíram nesta terça-feira, 6, mais uma ronda negocial sem chegar a qualquer entendimento quanto à proposta de descentralização administrativa, uma das condições impostas pelo principal partido da oposição para um acordo de paz.

"Não há consensos para uma declaração à imprensa e, como definem os termos de referência, por isso, não posso dizer mais do que isso", revelou Angelo Romano, um dos mediadores internacionais indicados pela União Europeia, no final de mais uma reunião.

A pretensão da Renamo de dirigir as seis províncias em que foi o país mais votado nas eleições gerais de 2014 continua a ser o principal ponto de divergência entre as duas partes.

As negociações, mediadas por uma equipa de representantes de países e organizações internacionais, iniciaram-se em Julho e, até agora, não conseguiu encontrar qualquer consenso entre o Governo e a Renamo.

Tanto o Presidente da República, Filipe Nyusi, como o líder da Renamo Afonso Dhlakama já anunciaram várias vezes estaremos perto de uma acordo, o que não tem sido desmentido pelos mediadores.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG