Links de Acesso

Há mais moradores em Luanda do que no censo

  • Redacção VOA

Campanha de vacinação contra a febre amarela no mercado do Quilómetro 30, em Luanda. Fevereiro de 2016

Campanha de vacinação contra a febre amarela no mercado do Quilómetro 30, em Luanda. Fevereiro de 2016

Dados da Organização Mundial da Saúde admitem que o número de habitantes seja muito superior.

Estudo independente da Organização Mundial da Saúde (OMS) estima haver mais moradores em Luanda do que os que constam dos dados do censo populacional realizado em 2014.

Um estudo independente para avaliar a vacinação contra a febre amarela em Luanda suspeita que pode haver “entre 1 milhão e 2 milhões de pessoas a mais” em relação aos dados do último censo populacional sobre a capital angolana.

A informação consta da mais recente actualização sobre o surto publicada pela OMS retomada pelo jornal O PAÍS.

As projecções do Censo da População de 2014 estimam haver 6,5 milhões de habitantes na capital angolana.

A OMS diz que já vacinou mais de 6 milhões de pessoas mas ainda não há uma cobertura de 100% havendo, pelo menos, meio milhão de cidadãos por vacinar em Luanda.

O representante daquela agência da ONU em Angola Hernando Agudelo é citado como tendo dito que em princípio foi um censo bem feito,mas que não podia afirmar que “a população de Luanda não está correcta, em concordância com o censo.”

O especialista em saúde pública Maurilio Luyele diz que as estatísticas oficiais em Angola devem sempre ser vistas com alguma desconfiança porque "somos um péssimo país em estatísticas”.

A OMS anunciou que fez chegar mais de 2,3 milhões de vacinas ao país, tendo a epidemia causado já 3.294 casos e pelo menos 347 mortes.

XS
SM
MD
LG