Links de Acesso

Falta de escolas em Malanje leva crianças a estudarem no Congo-Kinshasa

  • Isaías Soares

Governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos

Governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos

O governador da província, Norberto Fernandes confirmou que mais de 300 crianças do município de Marimba, na parte norte de Malanje atravessam diariamente a fronteira para estudar na República Democrática do Congo.

O governante falava no termo de uma digressão de cinco dias por oito municípios do interior desta região onde os sectores da educação, saúde, reabilitação de estradas, pontes, falta de apoio a juventude e infra-estruturas constituiram os principais problemas apresentados pelas populações locais.


"O que mais nos preocupa é a questão das crianças que têm estado a estudar na República Democrática do Congo (RDC), são cerca de 360 da nossa fronteira do Tembo – A – Luma, onde dei instruções na devida altura no sentido do senhor provincial da Educação e o senhor administrador daquela área preste uma atenção particular para que possamos rapidamente inverter esta situação,” disse.

Na opinião do chefe do executivo escolas devem ser construídas na comuna de Dala Samba, “no sentido de fazermos com que estas crianças regressem no próximo ano escolar estudando já no nosso país”.

Norberto Fernandes dos Santos que falava em conferência de imprensa no palácio local mostrou-se preocupado com o isolamento de perto de 20 mil pessoas da comuna de Cunga - Palanga, município do Luquembo.

“Partindo desde a ponte sobre o rio Luhando faz com que as pessoas não tenham contacto com o município, com a província, isso deve significar que deveremos ter crianças dessas áreas que não estudam, as populações não estudam”, precisou o governante, referindo que a ponte foi destruída em 1986.

Para contrapor o quadro actual as autoridades governamentais interagiram com a construtora que trabalha naquele perímetro e vai apresentar um projecto que permitirá “recuperar essa situação e salvar as populações que estão do outro lado."

Governador provincial de Malanje quando balanceava o périplo realizado pelos municípios de Luquembo, Quirima, Massango, Kambundi-Katembo, Marimba, Quela, kiwaba-Nzoje, e Cahombo a norte e sul desta circunscrição.

Nos próximos tempos, o também secretário provincial do partido governante vai proceder remodelações no seu executivo depois de radiografar a actividade dos directores e delegados provinciais e administradores da maioria dos municípios desta localidade.

“Na minha óptica depois desta remodelação haverá alguns que se vão manter e outros que vão cessar o mandato, para os que vão ficar é mais uma oportunidade que eu estou a dar para poderem encaixar o modelo de governação que estou a imprimir na província de Malanje”, disse, acrescentando que “todos aqueles que não acompanharem, naturalmente que também conhecerão o mesmo destino.”

Governador provincial de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos esta quarta-feira em conferência de imprensa com jornalistas de órgãos públicos e privados sedeados nesta capital.

A região vai contar em breve com um plano especial para recuperar o desenvolvimento que ela pretende, uma vez que a área turística apenas configurada ao município de Calandula onde foi criado do pólo do género de carácter nacional.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG