Links de Acesso

Mais de dez mil mortos nas Filipinas

  • Redacção VOA

Cidadãos desesperados pilham lojas e atacam camiões com ajuda

Sobreviventes de um tufão que atingiu a parte central das Filipinas na Sexta-feira desesperados pela falta de alimentos e água, pilharam lojas e atacaram camiões de ajuda.

As autoridades dizem acreditar que mais de 10.000 morreram nas ilhas de Leyte e Samar que o tufão Haiyan atingiu. Trata-se de um dos mais fortes ciclones de todos os tempos .

Muitas pessoas morreram quando ondas gigantes atingiram as ilhas.

Sem alimentos há três dias alguns residentes da capital da ilha de Leyte, Tacloban, pilharem lojas destruídas e casas nesta devastada cidade de duzentas mil pessoas.
Registaram-se também actos de pilhagem de camiões com ajuda humanitária.

Mas outros residentes formaram filas sem incidentes para receberem ajuda do exército.
Há corpos espalhados por ruas cheias de destroços.

O presidente das filipinas Benigno Aquiino deslocou-se hoje a Tacloban. O presidente disse que a prioridade do seu governo em enviar ajuda aos sobreviventes, restaurar a energia e comunicações em áreas isoladas.

Na ilha de Samar as autoridades disseram que está confirmada a morte de pelo menos trezentas pessoas. Outras duas mil pessoas estão dadas como desaparecidas.
XS
SM
MD
LG