Links de Acesso

Mais de cem mil crianças fora do sistema de educação na Huíla

  • Teodoro Albano

Província precisa de mais de 3.000 professores, mas posições foram congeladas

Cento e oito mil é o número de alunos que se presume estarem fora do sistema de ensino no presente ano lectivo de 2015 na província da Huíla.

A falta de professores é apontada como a principal razão. O défice é de mais de três mil.

A passagem à reforma, as transferências e o abandono do sector por parte de alguns professores fragilizaram a educação.

O cancelamento dos concursos públicos de admissão de candidatos a docentes, em 2014, devido à crise financeira, abortou o provimento de vagas.

O director provincial da educação da Huíla, Américo Chicoti, descreve o actual cenário com desagrado.

“Estamos a viver um constrangimento resultante da não realização de concursos de admissão de docentes desde Janeiro de 2013 à presente data”, disse.

“Nesse período, a província perdeu 1.193 (professores), disse.

Para ele isso provocou "um fosso que obriga medidas internas para ver se contemos os efeitos negativos resultantes desse défice que estamos a viver”.

Chicoti realça a importância de contratação de novos docentes para fazer face às necessidades actuais.

XS
SM
MD
LG