Links de Acesso

Mãe pede libertação de activista ainda preso em Luanda

  • Coque Mukuta

Activistas trajados com camisa com referência a palhaço, Angola

Activistas trajados com camisa com referência a palhaço, Angola

Dago Nível gritou no tribunal que o julgamento era uma palhaçada.

A mãe de Francisco Gomes Macampa, único dos 17 activistas de Luanda que continua na prisão lançou um apelo para que o seu filho seja solto.

O apelo coincide com o lançamento de uma petição ao Tribunal Supremo para a libertação do activista angolano que cumpre a pena de prisão por ter gritado na sala de audiências que o o julgamento dos 17 era uma "palhaçada"

Macampa, “Dago Nível Intelecto”, cumpre oito meses de cadeia.

Os seus colegas, condenados pelo tribunal de Luanda por rebelião e associação de malfeitores, aguardam o recurso em liberdade.

O activista Nito Alves também condenado a seis meses de prisão por considerar o julgamento uma “palhaçada” foi libertado.

A mãe de “Dago Nível”, Suzana Gomes Macongo, lamenta a permanência do seu filho na prisão.

“O Dago continua na comarca de Viana, mesmo tendo cumprido a metade da pena... já está há mais de quatro meses”, disse Macongo.

XS
SM
MD
LG