Links de Acesso

Lunda: 26 grevistas da fome em “estado preocupante”


Presos em greve da fome

Presos em greve da fome

A greve prossegue, enquanto os advogados dos activistas desencadearam novas iniciativas legais junto das autoridades angolanas

Vinte e seis dos mais de 40 activistas do manifesto das Lundas no seu quarto dia de greve da fome encontram-se em estado de saúde considerado preocupante, a necessitar de cuidados médicos.

A informação foi prestada à VOA por David Mendes, advogado dos detidos, que está em contacto permanente com os familiares e apoiantes daqueles activistas políticos cuja prisão é considerada ilegal, à luz da legislação angolana.

De acordo com as últimas informações, os advogados de defesa dos activistas do Manifesto da Lunda detidos no Kakanda na Lunda-Norte, entregaram uma nova moção junto das autoridades judiciais angolanas, como nos afirmou o advogado David Mendes.

Quarta-feira foi decidido enviar mais uma carta ao presidente do do Supremo Tribunal e pedir a intervenção do Procurador da Justiça de Angola. Desde o início deste processo que os advogados dos activistas estão em contacto com a Amnistia Internacional.

Recorde-se que os activistas das Lundas estão presos ao abrigo de uma lei entretanto revogada. Activistas de Cabinda presos ao abrigo da mesma lei, foram libertados

XS
SM
MD
LG