Links de Acesso

Lula da Silva pode ser ministro hoje

  • Redacção VOA

Lula da Silva

Lula da Silva

Antigo Presidente reúne-se hoje com Dilma Rousseff para discutir um "superministério".

O antigo Presidente brasileiro Lula da Silva pode transformar-se nesta terça-feira, 15, no mais novo ministro do Governo de Dilma Rousseff, caso os dois políticos do PT cheguem a acordo.

A imprensa brasileira diz que Lula da Silva deve assumir um "superministério" com responsabilidades na recuperação da economia e na articulação política para evitar o avanço da impugnação que ganhou força depois das multitudinárias manifestações de domingo passado contra o Executivo, o PT e o próprio Lula da Silva.

Observadores políticos justificam esta estratégia do partido no poder, o PT, como uma forma de evitar que Lula da Silva venha a ser julgado pelo juiz Sérgio Moro, que tem em mãos a operação Lava Jato e na qual o antigo Presidente já foi ouvido e é investigado.

Como ministro, Lula da Silva seria julgado no Supremo Tribunal Federal (STF), onde o PT se sente mais à vontade.

Entretanto, o grande desafio do antigo Presidente e da actual inquilina do Palácio do Planalto é convencerem a opinião pública que Lula da Silva não está, na verdade, a fugir do juiz Moro.

Um fonte próxima do antigo Presidente, avançou ao jornal O Globo que a aposta do novo ministério seria atrair grandes investidores estrangeiros como forma de redinamizar a economia brasileira que diariamente tem más noticias.

Fontes próximas do histórico líder trabalhista disseram que Lula da Silva convenceu-se a assumir um ministério após as manifestações de domingo e da decisão da juíza Maria Priscilla Ernandes, da Justiça de São Paulo, de transferir para Sério Moro, em Curitiba, a investigação do caso do tríplex, que envolve a denúncia e pedido de prisão preventiva.

A oposição, por seu lado, já afirmou que a Presidente Dilma Roussef ficaria como figura decorativa, uma “rainha da Inglaterra”, enquanto Lula da Silva assumiria as rédeas do Governo.

Os líderes do DEM, na oposição, na Câmara dos Deputados e no Senado, Pauderney Avelino e Ronaldo Caiado, respectivamente, já prepararam uma acção popular para pedir a suspensão de uma eventual nomeação do ex-Presidente como ministro.

“É um escárnio, um tapa (bofetada) na cara do povo. O Lula deve aceitar para fugir do juiz Sérgio Moro e blindar a sua família. Ao fazer isso, o PT se antecipa ao impeachment, porque a Presidente Dilma viraria rainha da Inglaterra. Mas isso vai colocar combustível na situação do Governo", diz Avelino.

O presidente do PT, Rui Falcão, que também esteve reunido com Lula ontem, deixou claro que é um entusiasta da ideia de ver o ex-Presidente no Executivo.

“A minha opinião é que ele deveria ir (para o Governo), independentemente dos protestos. Mas é uma decisão difícil, que tem que ser muito pensada”, afirmou Falcão.

Lula da Silva é esperado hoje em Brasília a qualquer momento para se reunir com a Presidente Dilma Roussef.

XS
SM
MD
LG