Links de Acesso

Lula da Silva levado pela polícia para interrogatório

  • Redacção VOA

Lula da Silva

Lula da Silva

Polícia Federal fez buscas nas casas do antigo Presidente e do filho, no Instituto Lula e na empresa Odebrecht.

O antigo Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva foi levado nesta sexta-feira, 4, para depor na Polícia Federal (PF), no âmbito da 24ª fase da Operação Lava Jato, realizada nas primeiras horas do dia.

Antes, agentes federais dirigiram-se às casas de Lula da Silva em São Bernardo do Campo, na região do ABC, em São Paulo, e do seu filho Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha, em São Paulo, assim como às sedes do Instituto Lula e da construtora Odebrecht, ambas localizadas na capital paulista.

Depois Lula da Silva foi levado para depor nas dependências do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Por questões de segurança, o local do depoimento de Lula não será confirmado por agora.

Não há ainda qualquer mandado de prisão contra o antigo Presidente brasileiro.

Um dia depois de o Governo ter sido atingido pela delação premiada do senador Delcídio do Amaral, a Polícia Federal fechou o cerco contra o antigo Presidente, que agora foi alvo de um mandado de condução coercitiva expedido pelo juiz federal Sérgio Moro.

Lula é investigado por suspeita de ter recebido vantagens indevidas durante o mandato.

Na 24ª fase da Lava Jato, baptizada de Aletheia, as suspeitas são de que a propriedade de Santa Bárbara, utilizada pelo antigo Presidente e pelos familiares em Atibaia (SP), que teria sido comprada e remodelada com dinheiro de empreiteiras envolvidas no cartel da Petrobras.

A nova fase da operação mostra que a Polícia Federal não se intimidou com o que analistas consideram um “ameaça” feita pelo Governo Dilma ao trocar o ministro da Justiça.

Wellington César assumiu o cargo nesta quinta-feira, 3, no lugar de José Eduardo Cardozo, que reclamava da interferência de alguns sectores do PT, entre eles o próprio antigo Presidente Lula, para que impedisse as investigações da força-tarefa da Lava Jato, que se aproximavam perigosamente do fundador do PT.

Nesta sexta-feira, a PF cumpre ao todo 44 ordens de Sérgio Moro: 11 conduções coercitivas e 33 mandados de busca e apreensão em direcções relacionadas com Lula como o próprio Instituto Lula e imóveis em São Bernardo do Campo, cidade onde mora o ex-presidente, Atibaia e Guarujá (SP), onde em ele e a mulher tiveram um apartamento tríplex remodelado pela OAS.

A PF informou que investiga crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Lava Jato.

Também há mandados judiciais em Salvador, Rio de Janeiro, além de Diadema, Santo André e Manduri, todas em São Paulo.

Durante a semana, o antigo Presidente obteve um habeas corpus do Tribunal de Justiça de São Paulo para evitar que fosse levado contra a vontade para depor no inquérito do Ministério Público de São Paulo.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG