Links de Acesso

Luaty Beirão transferido para hospital-prisão em "estado deplorável"

  • Redacção VOA

Luaty Beirão

Luaty Beirão

O activista angolano Henrique Luaty Beirão foi transferido nesta sexta-feira para o hospital-prisão de São Paulo, em Luanda, como medida preventiva a fim de evitar que se agrave o seu estado de saúde.

A informação foi avançada hoje à VOA pelo deputado da Unita Adalberto da Costa Júnior que considerou que o activista está num "estado deplorável".

Beirão está em greve de fome há 11 dias e, segundo o irmão, encontra-se muito mal.

“Estive com o meu irmão no sábado e fiquei chocado ao ver como perdeu peso e creio que dentro de alguns dias ele já não conseguirá andar”, disse Pedro Beirão à VOA.

Ele diz não ser verdade que os activistas se encontram bem, como afirmou esta semana a Procuradoria Geral da República.

Os advogados da defesa dos jovens activistas do autodenominado Movimento Revolucionário disseram à VOA terem sido notificados nesta quinta-feira, pelo Tribunal Provincial de Luanda, que os seus constituintes foram indiciados pelo crime de atentado contra o Presidente da República, o Governo de Angola e de actos preparatórios de rebelião.

O advogado Luiz de Nascimento disse que a sua equipa já reagiu no sentido da soltura imediata dos acusados por excesso de prisão preventiva.

No mesmo processo respondem também as jovens Rosa Conde e Laurinda Gouveia, que aguardam o julgamento em liberdade.

O advogado Zola Bambi, da associação Mãos Livres,revelou que a sua equipa também vai recorrer da acusação pelos mesmos motivos.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG