Links de Acesso

Luanda prepara cimeira de Chefes de Estado e de Governo dos Grandes Lagos

  • Redacção VOA

José Eduardo dos Santos

José Eduardo dos Santos

Na agenda, a situação na República Democrática do Congo, Burundi e Sudão do Sul.

Os ministros da Defesa da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL) preparam desde a tarde de hoje, terça-feira, 12, em Luanda a cimeira extraordinária dos chefes de Estado e de Governo da organização. Na sexta-feira, 15, será a vez dos ministros das Relações Exteriores e dos Negócios Estrangeiros da CIRGL avaliar igualmente a situação prevalecente na República Centro Africana(RDC) e Sudão do Sul.

Tal como o encontro das chefias militares concluída esta manhã, os ministros da Defesa estão a analisar os últimos desenvolvimentos da situação da região incluindo os mais recentes acontecimentos no Burundi, segundo disse à radio pública angolana o secretário executivo da CIRGL Ntumba Luaba.

Na abertura da reunião das chefias militares o chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas, general de Exército Geraldo Sachipendo Nunda, disse que Angola, ao longo da crise que se instalou na RCA tem apoiado, no quadro bilateral, o actual Governo de transição no sentido do retorno à normalidade visando a realização das eleições.

Nunda salientou que a "situação de segurança no país não é a mais desejada, independentemente dos entendimentos alcançados pelas partes envolvidas no processo e da vontade por elas manifestada de empenharem todos os seus esforços na melhoria da situação".

Angola preside há um ano à CIRGL, organização que integra o Burundi, Congo, Quénia, República Centro Africana, República Democrática do Congo, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul, Tanzânia, Uganda e Zâmbia.

O mandato rotativo de Angola tem sido marcado por esforços para a estabilização política e militar na República Democrática do Congo, República Centro Africana e no Sudão.

A CIRGL existe desde 2004, após a assinatura da Declaração de Dar-es-Salam sobre a Paz, Segurança, Democracia e Desenvolvimento na região dos Grandes Lagos, tendo o documento sido adoptado pelos chefes de Estado e de Governo, em 2006.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG