Links de Acesso

Conferências em Luanda discutem poliomielite e outras doenças que afectam África

  • Manuel José

Vítimas da poliomielite

Vítimas da poliomielite

Conferência regional da OMS vai realizar-se na capital tal angolana

Luanda é e será nos próximos dias a capital da Saúde de África.

Quinta-feira chegou ao fim a reunião consultiva regional de peritos e parceiros internacionais da coligação contra a poliomielite.

No próximo dia 19 de Novembro, Angola recebe, pela primeira vez desde a sua independência, a sexagésima segunda sessão do Comité Regional da OMS, para África. No primeiro certame de combate à pólio de África que encerrou na capital angolana, exemplos de países que se livraram da polio não faltaram. É o caso de São-Tomé e Príncipe que chutou a polio, para fora do seu território .

“Há mais de 20 anos que não se regista nenhum caso de polio em São Tomé,” disse o representante do país no certame José Luis Sita.

Os são-tomenses erradicaram a doença com medidas de prevenção bastante cerradas.

Angola país anfitrião só conseguiu deixar de ter casos há 1 ano, segundo o ministro da saúde de Angola, José Van-Dunem.

Questionamos ao ministro angolano da saúde o que falta para igualar os índices de São-Tomé, no combate á polio e José Van-Dunem respondeu que existem diferenças muito grandes entre Angola e São-Tomé.
“São-Tomé 'e uma ilha que tem condições de isolamento das pessoas que tornam favoráveis, medidas que no nosso pais não acontece,” disse.

Van Dunem avisou que se não se melhorarem as condições de saneamento básico e o acesso a água a maioria da população será erradicar definitivamente a polioem Angola.

“É preciso continuar a melhorar as condições de saneamento da população, continuar a melhorar o acesso a água potàvel as nossas populações,” disse.

Outra medida necessária, ao combate a polio, são as vacinas.

A OMS regional África está a estudar a possibilidade de trazer para o continente africano a vacina injectável, como nos disse Luis Gomes Sambo, Director regional para África da OMS.
Para o evento do próximo dia 19 de Novembro em Luanda, questões como as formas de se combater doenças crónicas de África constam das prioridades do Comité Regional da OMS.
XS
SM
MD
LG