Links de Acesso

Luanda: Polícia acalma portugueses

  • Coque Mukuta

Porta voz da polcia Aristófones dos Santos

Porta voz da polcia Aristófones dos Santos

Porta voz diz que assassinato de directora financeira foi "caso pontual".

A polícia angolana assegurou à comunidade portuguesa em Luanda que o assassinato de Rita Cristina Fernandes não constitui uma ameaça aos milhares de cidadãos lusos radicados em Luanda.

“Queremos afirmar claramente que não há qualquer situação que possa apoquentar a comunidade portuguesa”, disse o porta-voz do comando geral da Polícia Nacional Aristófanes dos Santos que descreveu o assassinato de Fernandes como “um caso pontual” que “não deve ser considerado genérico”.

O crime “foi bem planeado e premeditado”, acrescentou.

Aparentemente, a cidadã portuguesa teria sido morta por um colega que fazia parte de um grupo que queria extorquir dinheiro.

A mulher foi raptada na quinta-feira da semana passada, para ser forçada a transferir dinheiro das contas da empresa para a qual trabalhava como diretora financeira. Ela teria resistido e foi então assassinada .

Dois homens foram presos e dois continuam a monte.

XS
SM
MD
LG